QUER RECEBER NOSSAS NOTÍCIAS EXCLUSIVAS?

-->

“Estude a si mesmo, observando que o autoconhecimento traz humildade e sem humildade é impossível ser feliz.” André Luiz

Estudo_espirita

Umbral e Purgatório na visão espírita

Enviado em 3 de setembro de 2019 | Publicado por Rádio Boa Nova

Umbral e Purgatório na visão espíritaConfira a seguir algumas explicações a respeito do Umbral e purgatório na visão espírita.

Os termos umbral, purgatório, inferno são expressões que dizem respeito a zonas de retenção espiritual e de sofrimento após o desencarne. Essas zonas têm como objetivo, despertar a alma, recondicionando para a reencarnação ou para a ascensão a outras esferas.

Umbral e purgatório na visão espírita

Tanto o umbral como o purgatório dizem respeito ao nosso Estado de Espírito, ou seja, nosso consciente e inconsciente.

No programa Presença Espírita na Bíblia, o comunicador José Reis Chaves, disse:

“As ideias de umbral e purgatório são semelhantes. Já que nos dois casos são temporais. Os sofrimentos, por qual, passa o espírito é temporal, isso quer dizer que há um limite, não é para sempre”.

José Reis Chaves completou:

“O purgatório da Igreja Católica é um momento, um período de sofrimento do espírita. O que corresponde ao umbral do espiritismo, que é uma dimensão, um situação de sofrimento. Já que, o espírita vai se libertar daquilo e vai passar para uma dimensão de não sofrimento, ou então, terá diminuído”

Leia também: Como lidar com a dor?

Segundo a questão 1012, de O Livro dos Espíritos, as penas e os gozos estão ligados ao grau de perfeição dos espíritos.

“Haverá no Universo lugares circunscritos para as penas e gozo dos Espíritos, segundo seus merecimentos?

Resp: As penas e os gozos são inerentes de perfeição dos Espíritos. Cada um tira de si mesmo o princípio de sua felicidade ou de sua desgraça (…)

De acordo, então, com o que vindes de dizer, o inferno e o paraíso não existem, tais como o homem imagina?

Resp: São simples alegorias: por toda parte há Espíritos ditosos e inditosos. Entretanto, conforme também já dissemos, os Espíritos de uma mesma ordem se reúnem por simpatia; mas podem reunir-se onde queiram, quando são perfeitos’.

Portanto, sendo negada a existência de céu e inferno. O purgatório, segundo o espiritismo diz respeito, às dores físicas e morais: o tempo de expiação.

“O que se deve entender por purgatório?

Resp: Dores físicas e morais: o tempo da expiação. Quase sempre, na Terra é que fazeis o vosso purgatório e que Deus vos obriga a expiar as vossas faltas” (Questão 1013)

Com isso, por conta de seu estágio de provas e expiações, o planeta Terra é o purgatório, onde expiamos as nossas faltas.

E essas alegorias, que foram citadas acima, são voltadas para as pessoas compreenderem de acordo com o seu adiantamento. Conforme seu progresso moral e intelectual, as civilizações e as culturas passam pelo processo de racionalização das ideias.

Saiba mais sobre Umbral e Purgatório na visão espírita no programa Presença Espírita na Bíblia:

Você gostou deste conteúdo?

Todo o conteúdo produzido pela Fundação Espírita André Luiz é aberto e gratuito e, com a sua ajuda, sempre será.

Ao todo são transmitidas 180 horas mensais de programas ao vivo e 240 horas mensais de programas inéditos através de nossos canais de comunicação: Rádio Boa Nova, Tv Mundo Maior e Portal do Espírito. Nós acreditamos que o acesso aos ensinamentos da doutrina espírita muda o mundo, mas manter uma estrutura deste porte é muito caro, por isso a importância do apoio de nossos leitores.

Quando você apoia iniciativas como a nossa, você faz com que pessoas que não podem pagar pela informação continuem tendo acesso a ela.

Ajude o espiritismo a alcançar mais pessoas

Apoie essa causa <3

Deixe seu comentário:

WhatsApp