QUER RECEBER NOSSAS NOTÍCIAS EXCLUSIVAS?

-->

“Estude a si mesmo, observando que o autoconhecimento traz humildade e sem humildade é impossível ser feliz.” André Luiz

Artigos

Mecanismo de adoecimento mental e seu tratamento na perspectiva do subconsciente

Enviado em 27 de setembro de 2019 | Escrito por José Eduardo Rocha Silva | Publicado por Rádio Boa Nova

No ser humano, desde a sua formação, quando a ampla cadeia de desenvolvimentos neurais e físicos, estão mais desenvolvidos, iniciam-se os processos de aprendizagem mental, como parte de um automatismo orgânico da natureza animal em que o cérebro humano vai se formando e se percebendo como unidade viva, mandando informações de desenvolvimento e adaptação ao corpo em ampla defesa das suas funções vitais, da emoção e posteriormente, da razão.

No processo de construção da emoção e da razão, mesmo que dois ou mais indivíduos sejam criados dentro de uma mesma “caixa” e nas mesmas condições, é natural que encontrem peculiaridades adaptativas de comportamento em cada uma deles, pois, apesar da influência do meio,  existem características internas diferentes na forma de perceber e interpretar um mesmo evento, de tal maneira que estar alheio e/ou fora da “caixa”, desconhecendo completamente as regras e ambientes do local onde se passou a maior parte da vida, seja só um detalhe. 

Esta “caixa”, como local ou ambiente, mesmo que ignorado pela mente consciente, não impede que uma área da mente, chamada de mente subconsciente, registre os eventos ou acontecimentos vivenciados. É nela que se estabelece a programação mental, emocional e não racional, o que determina o modus operandi da percepção e comportamento humano.

Em outras instâncias profundas da mente, é como se esta programação enviasse instruções sombrias interna no indivíduo, tornando-o suscetível ao adoecimento sistêmico, envolvendo o corpo e a mente, consequentemente, a alma, como um conjunto corpo e espírito, em complexos sintomas, psicossomas e suas variantes, tratados como depressão, angústia, tristeza, fobias, dor, etc. 

Não é função da mente subconsciente entender, criticar e analisar a emoção no momento em que acontece, mas senti-la (sensação), literalmente, a força-impacto que carreia o sentimento percebido, sem censuras, retendo os eventos em forma de gravação e reprogramação, em entendimento literal da emoção, sem a checagem racional, onde serão guardadas em instâncias mentais subliminares da mente subconsciente, podendo, no presente ou no futuro, manifestarem como sintomas, numa causa originária de programação aceita, anteriormente,  pelo subconsciente. 

Neste sentido, quando um ou mais desses eventos subliminares, vem à tona, em sensações literais do subconsciente, um matiz de força incontrolável alheia à vontade consciente entra em disputa com as referências culturais e sociais, dando uma sensação de ausência de sentidos de existência.

No que nos compete em atenção e alcance para evitar para que alguns eventos negativos não impactem aos outros, é na fase de criança que se deve ter muita atenção à nossa fala e exemplos quando o assunto for a “educá-los”, porque sabe-se que a ditadura da linguagem (verbal ou corporal) poderá plantar condicionamentos psicológicos negativos impostos, principalmente se for vindo de figuras de autoridade, como os pais, educadores, religiosos, etc. 

A ingenuidade e a imaturidade mental, não permitem à área analítica e racional da mente consciente resistir à mínima pressão de condicionamento externos relacionados com o ver, o ouvir e o sentir, em toda a sua força de expressão e forma, principalmente, na idade infantil, onde a imaginação e a fantasia estão mais fortes e inocentes, podendo ser noviços e destruidores para o resto da vida. Sobre condicionamentos, podemos citar o exemplo: se a criança ouviu muito seus pais dizerem punitivamente a palavra evangélica: “ é mais fácil um camelo entrar num buraco da agulha do que o rico no reino dos céus”, poderá, também por vias direta, sublinarmente, fazer o subconsciente aceitar essa programação como crença limitante de que o dinheiro não é coisa boa e, em dado momento da vida, normalmente, na adolescência, sentir toda a palavra ouvida na infância como um evento de sentido negativo fará toda a diferença na relação de trabalho futuro que envolver muito dinheiro e sucesso na vida. Ele ficará querendo ganhar dinheiro, mas não vai querer trabalhar; poderá ficar conformado somente com o seu salário mínimo, sem se arriscar a ganhar mais… É uma realidade comum encontrada no dia a dia das pessoas. Em alguns casos, lutar contra essa força interior, tem provocado muitos sintomas, requisitando atendimento médico psiquiátrico, ao invés de uma consultoria financeira. 

Para tanto, eu posso afirmar com segurança que em toda fase da criança, a gentileza é a nobreza que a mente precisa para o bom desenvolvimento físico e psíquico, pois, a base para a mente e o corpo sadios, é o mindset emocional em amplo desenvolvimento recheados de segurança e afeto.

Dependendo do seu mindset, os eventos podem construir ou destruir os sonhos, a capacidade de agir e reagir ante os eventos positivos e negativos ocorridos, pois, a prioridade da programação semântica entendida e aceita pela mente subconsciente será prioritariamente, a do evento negativo, talvez por resquícios do cérebro reptiliano, em nosso processo de desenvolvimento cerebral ao longo das eras. Uma questão é indiscutível: quando o assunto é coisa ruim, tipo um trauma, o subconsciente se abre, receptivamente, como se um evento negativo possuísse o “passaporte” liberado, entrando diretamente pelos escaninhos da mente subconsciente, formando um compounding de instruções negativas ( do que viu, ouviu e sentiu), delineando posteriormente seu modelo de mindset, sendo reforçados pela sua ação, reação, quando eclodido os sintomas.

Entendendo o mecanismo de funcionamento da mente e a causa de muito dos seus problemas, quando eclodidos,  Dave Elman, considerado o pai da hipnose médica e o maior hipnotista do século, criador da famosa indução de Elman, capaz de levar uma pessoa à hipnose em poucos minutos, percebeu que por trás de muitos dos sintomas apresentados, por exemplo, a gagueira,  por um processo de intervenção direta no subconsciente, se poderia com efetividade ira à causa, ressignificar o evento e devolver a normalidade requisitada pelos seus clientes, numa rapidez impressionante, o que ocorria normalmente em apenas uma sessão de hipnoterapia, impressionando a classe médica, em milhares de demonstrações em seus cursos direcionados para a classe, tornando-se um professor de hipnose de referência. 

Dave Elman foi professor de Gerald F. Kein (2017), e como um bom discípulo manteve seu legado, Kein desenvolveu e aperfeiçoou técnicas do próprio Elman, pois, tratamentos que eram até os anos 40 permanentes, em suas técnicas hipnoterápicas, era por ele resolvidos em minutos com a hipnose, trazendo um grande contributo para a humanidade. Hoje, encontramos a academia promovendo pesquisas e comprovando a eficácia do tratamento com a hipnose, mormente nos cursos de medicina e odontologia, com forte pesquisa na Alemanha e avanços extraordinários na teoria e técnica, mormente nas deixadas por Gerard Kein, quando da aplicação das ferramentas de tratamento em técnicas avançadas de hipnose clássica, compoundings e semânticas da linguagem, além de orientação sobre a linguagem para que o subconsciente aceite uma sugestão e se permita a reprogramação, o novo entendimento do evento e, consequentemente, reedite o conteúdo existente, através da ultrapassagem do fator crítico (nome atribuído à linha divisória imaginária existente entre a mente consciente e o subconsciente), ressignificando o modelo de programação mental, eliminando o mal pela raiz, o agente causal, modificando os velhos hábitos para a retomada da vida em toda a sua plenitude.

Você gostou deste conteúdo?

Todo o conteúdo produzido pela Fundação Espírita André Luiz é aberto e gratuito e, com a sua ajuda, sempre será.

Ao todo são transmitidas 180 horas mensais de programas ao vivo e 240 horas mensais de programas inéditos através de nossos canais de comunicação: Rádio Boa Nova, Tv Mundo Maior e Portal do Espírito. Nós acreditamos que o acesso aos ensinamentos da doutrina espírita muda o mundo, mas manter uma estrutura deste porte é muito caro, por isso a importância do apoio de nossos leitores.

Quando você apoia iniciativas como a nossa, você faz com que pessoas que não podem pagar pela informação continuem tendo acesso a ela.

Ajude o espiritismo a alcançar mais pessoas

Apoie essa causa <3

Deixe seu comentário:

WhatsApp